Archive for Maio, 2009

A Visão, o Picasso e os Retratos

Picasso 1 Picasso 2 picasso 3

Os cinco sentidos permitem-nos sentir e compreender o mundo ao nosso redor. A visão foi o primeiro dos sentidos a ser trabalhado na nossa sala e por que não dar-lhe um toque de génio!

Picasso fez inúmeros retratos e auto-retratos ao longo da sua vida. Com um apurado sentido de observação, criou verdadeiras obras de arte, que romperam preconceitos e críticas e lhe atribuíram o título de génio da pintura do séc- XX. A actividades consistiu no seguinte: a partir da técnica do Pintor, a geometrização das formas, as crianças observaram o seu amigo da frente e com muita criatividade elaboraram os retratos. A sensibilização para a observação do rosto, através do sentido da visão, permitiu criar desenhos com muitos pormenores. Interessante ainda verificar que as principais formas geométricas (círculo, quadrado, retângulo e triângulo) estão muito bem retratados nos trabalhos das crianças.

Convido-vos a Observar com toda a atenção mais estas obras de Arte.

Picasso 4 Picasso 5 Picasso 6

Anúncios

Comments (1) »

A noção de esquema corporal

Se os desenhos são o espelho das aprendizagens das crianças, as modelações permitem criar a noção de tridimensionalidade  importante para a aquisição de novos conceitos. Neste sentido, utilizando a massa de modelar, criámos os nossos próprios modelos, identificando as principais partes do nosso corpo (cabeça, tronco e membros) bem como as suas funções.

modelagem corpo humano modelagem corpo humano 2

Comments (2) »

Pilhas de livros SIM!

pilhas

Até ao próximo dia 15 de Junho aceitamos PILHAS USADAS, que iremos colocar em pilhões próprios e entregar no Hipermercado Modelo. Esperamos ganhar o prémio de 1000 euros em livros do Plano Nacional de Leitura, com o objectivo de continuar a promover actividades de promoção da leitura no Jardim de Infância. Contamos pois, com a ajuda de todos. Obrigada.

Comments (2) »

Quanto mede o meu crescimento?

fitas métricasfitas métricas 2

Quantas e quantas vezes ouvimos as crianças repetirem esta frase: “Eu já sou grande?”! Mas afinal o que significa isso de crescer? qual o processo? o que intervém no nosso crescimento?

Foi neste contexto que iniciou-se a exploração do corpo humano, começando na primeira etapa: o nascimento. Depois aproveitou-se a conversa em torno da alimentação e introduziu-se o crescimento, já que a comida saudável é a principal fonte de energia que nos permite crescer.

Em primeiro lugar, medimos utilizando as fitas métricas. Cada criança construiu a sua própria fita métrica e  foi também construída outra com as medidas de todos, para comparar os tamanhos daqui a algum tempo.  Depois cada criança decorou livremente a sua fita.

Finalmente fizemos um conjunto de actividades relacionadas com o pensamento lógico-matemático:  seriámos (colocando as fitas por ordem crescente e fazendo o registo gráfico utilizando os três tamanhos); classificámos (qual o maior; qual o menor) e numerámos (quantos são maiores e quantos são menores).

No contexto educativo todas as actividades são organizadas com uma intencionalidade pedagógica, mas em casa esta poderá ser uma forma lúdica de contribuir para o desenvolvimento do seu filho. Fica a proposta: construir fitas métricas (se houver um irmão tanto melhor) e fazer divertidos jogos que servem também para VER como as crianças  da sala um já são grandes!

Comments (1) »

Por uma boa alimentação

“O papel da família na alimentação e na educação alimentar
das crianças e jovens é portanto inquestionável. Mas, para além da família,
a escola e, em especial, o jardim de infância assumem uma particular
importância, na medida em que podem oferecer um contexto de aprendizagem formal
sobre esta e outras matérias, complementando o papel familiar.”

(in Manual para uma alimentação saudável em jardins de infância, pág.8)

Aproveitámos a nossa visita de estudo à Feira da Sopas e Saude II, para referirmos a importância dos bons alimentos num crescimento saudável. Comer sopa, peixe ou vegetais, é uma luta diária para pais e educadores, por isso, é importante que através de iniciativas como estas, as crianças a compreendam as causas e consequências de uma má alimentação e principalmente,  que comer sopa é bom e até pode ser divertido e fazer CRESCER!

Algumas ligações utéis:

Quando as crianças recusam vegetais

Manual para uma alimentação saudável em jardins de infância

Comments (1) »

O corpo humano

A abordagem à educação para a saúde, onde se insere a educação sexual, é um dos conteúdos da área do Conhecimento do Mundo das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar.

As sementeiras, a germinação, trouxeram para a sala o tema do nascimento e como é natural a curiosidade das crianças levou-as à questão: “Será que também nascemos de uma sementinha?”.

Como sei que nenhuma dúvida deve ficar sem resposta correcta, já que a escola deve transmitir um saber científico,  decidi “tomar como ponto de partida o que as crianças sabem,…” (O.C. pág.81) e devolvi a pergunta ao grupo. Eis as respostas de algumas:

O que sabemos acerca do nosso Nascimento?

Eu acho que vimos da barriga da mãe”- Tomás

Eu nasci no hospital” – Diogo

É assim: o pai põe uma sementinha e o bebé lá dentro da barriga da mãe e a mãe fica gorda porque o bebé está a crescer” – Miguel S.

Eu acho que nasci da barriga da mãe, que cresci lá dentro” Beatriz

Eu não sei como fui lá parar (à barriga da mãe)” Tomás; resposta: “foste com a semente do pai!”- Rodrigo Ricardo

Registo oral em grupo

21-04-2009

O grupo revelou conhecimentos importantes e correctos acerca da concepção e nascimento do bebé, pelo que foi só segurar no fio da meada e conduzi-los um pouco mais além. Esta foi a explicação dada, ilustrada pelo desenhos da Margarida:

O nosso nascimento:

Pai e Mãe

1. Para nascermos precisamos de um pai e de uma mãe.

As sementinhas

2. A sementinha do pai, que se chama espermatozóide, encontra-se com a sementinha da mãe, que é o óvulo, e nasce um bebé.

Amãe grávida

3. A mãe está grávida o que significa que o bebé está lá dentro a crescer. O bebé come pelo cordão umbilical que sai do seu umbigo.

o bebé

4. Finalmente após nove meses o bebé nasce! Depois a mãe tem de cuidar dele e dar-lhe de mamar.

FIM!

Comments (5) »